Você está aqui: Página Inicial > Notícias > USPTO treina examinadores de patentes em classificação CPC

Notícias

USPTO treina examinadores de patentes em classificação CPC

por última modificação: 07/05/2018 16h03
Exibir carrossel de imagens Júlio César Moreira (à esq.) recebe equipe do USPTO

Júlio César Moreira (à esq.) recebe equipe do USPTO

No dia 7 de maio, o diretor de Patentes do INPI, Júlio César Moreira, recebeu a delegação do Escritório Americano de Patentes e Marcas (USPTO, na sigla em inglês) que vai ministrar, até o próximo dia 18, um treinamento na área de Classificação Cooperativa de Patentes (CPC, na sigla em inglês) para os examinadores brasileiros.

A delegação do USPTO é composta pelo diretor e coordenador internacional de Qualidade de Classificação, Christopher Kim; as especialistas seniores em Classificação Bo Peng e Christine Behncke; e a adida americana de Propriedade Intelectual para o Mercosul, Guianas e Suriname, Laura Hammel.

Classificação de patentes

A CPC é o sistema de classificação criado pelo Escritório Europeu de Patentes (EPO) e o USPTO, baseado na Classificação Internacional de Patentes (IPC), sendo porém mais detalhado. Enquanto a IPC possui em torno de 70 mil grupos, a CPC tem cerca de 200 mil.

A classificação de patente tem como objetivo inicial o estabelecimento de uma ferramenta de busca eficaz para a recuperação de documentos de patentes pelos escritórios de propriedade intelectual e demais usuários, a fim de estabelecer a novidade e avaliar a atividade inventiva de divulgações técnicas em pedidos de patente.