Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Pedidos de patente e desenho industrial crescem em setembro

Notícias

Pedidos de patente e desenho industrial crescem em setembro

Marcas, programas de computador e averbação de contratos caíram em relação a agosto

por última modificação: 29/10/2018 13h49
Ilustração: sheelamohan e freedigitalphotos.net

O INPI divulgou o "Boletim Mensal de Propriedade Industrial" com as estatísticas referentes ao mês de setembro de 2016, quando os pedidos apresentaram aumento de 10,5% em patente e de 14,2% em desenho industrial, em comparação ao mês de agosto. Houve queda nas solicitações de registros de marca (-6,4%), programas de computador (-42,1%) e averbação de contrato de tecnologia (-23,1%).

De janeiro a setembro de 2016,  os pedidos de patente caíram 8,9% em comparação a igual período de 2015, enquanto as solicitações de registro de marca cresceram 5,2%. Pedidos de desenho industrial tiveram queda de 1,5% e averbações de contratos, de 28%.

Com relação às decisões do Instituto, em setembro as de patente caíram 35% em relação a agosto. No acumulado de janeiro a setembro de 2016, houve crescimento de 86,3% em relação ao mesmo período de 2015. As decisões de marca apresentaram queda de 7,4% na comparação entre setembro e agosto.  No acumulado de janeiro a setembro de 2016, houve aumento de 0,7% em relação ao mesmo período de 2015. 

No caso das decisões de desenho industrial, foi registrado um decréscimo de 64% de setembro em relação ao mês de agosto de 2016. No entanto, de janeiro a setembro deste ano, as decisões superaram em 166,4% as do mesmo período do ano anterior. Em setembro, as decisões de contratos de tecnologia caíram 8,5% se comparadas com as de agosto. No acumulado deste ano, a queda foi de 20,9% em relação ao período de  janeiro a setembro de 2015. Destaque para os registros de programa de computador que cresceram 327,5% de agosto para setembro de 2016 e 142,7% na comparação de janeiro a setembro/2016 frente a janeiro-setembro/2015.

A distribuição dos pedidos de residentes no Brasil e a evolução por país depositante estão disponíveis no Boletim Mensal de PI produzido pela Assessoria de Assuntos Econômicos (AECON) do INPI. As estatísticas completas podem ser acessadas em: http://www.inpi.gov.br/sobre/estatisticas.