Você está aqui: Página Inicial > Notícias > INPI lança boletim com ranking de escritórios nacionais de PI

Notícias

INPI lança boletim com ranking de escritórios nacionais de PI

por última modificação: 29/10/2018 13h49
Ilustração by freedigitalphotosnet

Ilustração by freedigitalphotosnet

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial publicou a primeira edição do "Ranking de Escritórios de Propriedade Industrial", que traz os dados sobre patentes, marcas e desenhos industriais dos maiores escritórios do mundo.

No ano de 2015, o Brasil ficou entre os 10 primeiros escritórios, em número de pedidos de patente de invenção e de modelo de utilidade, e entre os 15 maiores escritórios no total de pedidos de marcas e desenhos industriais.

Os pedidos de patentes de invenção de brasileiros, no Brasil e no exterior, ocuparam a 25ª posição. No ranking de pedidos de marcas, o total de pedidos de brasileiros ocupou a 13ª posição. Em comparação com outras nacionalidades, a colocação dos pedidos de desenhos industriais de brasileiros no ranking foi a 18ª.

O ranking foi estruturado a partir dos dados fornecidos pelos escritórios para a Organização Mundial de Propriedade Industrial (OMPI). Acesse o Ranking dos Escritórios de PI 2016, produzido pela Assessoria de Assuntos Econômicos do INPI.

Ranking de depositantes residentes

O INPI também disponibilizou o "Ranking dos Depositantes Residentes 2016" pelo quarto ano consecutivo. A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) liderou os pedidos de patente de invenção, desbancando a líder dos últimos três anos, a Whirlpool S.A., que caiu para a 10ª colocação. Nos modelos de utilidade, o Instituto Federal de Rondônia ficou na primeira posição, sem que tenha constado nos rankings de 2013, 2014 e 2015.

No ranking dos depositantes de marcas, de modo similar ao ocorrido nos últimos três anos, destacaram-se as empresas de comunicação, com a Globodata Informação e Tecnologia mais uma vez na primeira colocação. No caso de desenhos industriais, a Grendene S.A. perdeu a liderança de 2015 para Paulo Celso Cardoso Bacchi em 2016.

Já a Fundacão CPQD - Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações manteve o primeiro lugar em 2016 nos depósitos de programa de computador. Nos depósitos de pedidos de transferência de contratos de tecnologia, após três anos no primeiro lugar, a Petrobras foi ultrapassada pela Embraer.

Acesse o Ranking dos Depositantes Residentes 2016.

Veja todas as estatísticas disponibilizadas pelo Instituto.