Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ampliado acordo com Dinamarca para modernizar setor público e de PI

Notícias

Ampliado acordo com Dinamarca para modernizar setor público e de PI

por última modificação: 02/04/2019 11h10
Exibir carrossel de imagens Cláudio Vilar Furtado (presidente do INPI)

Cláudio Vilar Furtado (presidente do INPI)

O governo do Brasil ampliou, nesta quinta (21/3), o projeto de Cooperação Estratégica no setor de inovação com a Dinamarca, em vigor desde 2015. Nos próximos três anos, o projeto focará na transformação digital do governo brasileiro e no fortalecimento das competências na área de propriedade intelectual no Brasil, por meio do compartilhamento de experiências dinamarquesas.

O presidente do INPI, Cláudio Vilar Furtado, participou do evento realizado na Embaixada da Dinamarca em Brasília, acompanhado do diretor executivo substituto, Pedro Burlandy, e do coordenador de Relações Internacionais, Leopoldo Coutinho.

O secretário-adjunto de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec) do Ministério da Economia, Igor Calvet, destacou no lançamento da iniciativa, a importância da parceria com o país europeu, referência na digitalização de serviços públicos.

Segundo o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, a meta do governo brasileiro é digitalizar mais de mil serviços em dois anos.

Nesta nova fase do projeto de cooperação com a Dinamarca, está prevista a realização de um treinamento do Gabinete Dinamarquês de Patentes e Marcas Registradas (DKPTO) com examinadores do INPI para otimizar e aprimorar processos de exames de patentes.

Como país convidado, a Argentina integrará essa nova fase do projeto de cooperação em inovação Brasil-Dinamarca.

Experiência dinamarquesa

No começo dos anos 2000, o governo dinamarquês deu início a seu plano de digitalização. Segundo o embaixador da Dinamarca no Brasil, Nicolai Prytz, uma das primeiras avaliações é que um novo modelo de serviço público traria economia e mais transparência para atos governamentais.

A Dinamarca ocupa o 1º lugar no índice geral de desenvolvimento de governo eletrônico (E-Government Development Index – EGDI), que avalia o estado do desenvolvimento de governo digital dos 193 estados membros da Organização. O Brasil está na 44ª posição.

Cooperação

A Cooperação Estratégica é coordenada pelo Ministério da Economia, o INPI, o Ministério Dinamarquês de Indústria, Empresas e Assuntos Econômicos, o Gabinete Dinamarquês de Patentes e Marcas Registradas (DKPTO), a Agência Dinamarquesa de Digitalização, o Ministério Dinamarquês de Relações Exteriores e a Agência Dinamarquesa de Desenvolvimento Internacional (DANIDA).

____________

Fonte: Ministério da Economia
Fotos: Washington Costa - SEPEC/MECON